A pesquisa busca compreender como os imigrantes-refugiados, protagonistas de um processo diaspórico forçado e que fixaram residência na cidade do Rio de Janeiro, ressignificam suas identidades (individuais e culturais) e se inserem socioeconomicamente na cidade por meio da oferta de comidas típicas de seus países, Será visto como a comida, enquanto elemento de mediação e vinculação é capaz de operar no plano do afeto, ao remeter a lembrança do refugiado à sua pátria; no plano das relações de sociabilidade, onde a comida opera como um elo social e no plano da apropriação identitária, onde a comida é usada como valor de troca (enquanto bem de consumo) e como símbolo distintivo das culturas de origem, sendo por isso consumida e valorizada pelos moradores da cidade.


O locus de observação é a Feira de Refugiados Chega Junto. Para além do viés transacional, a Feira é um espaço transcultural, de consumo imaterial e trocas simbólicas, bem como palco de múltiplas interações e sociabilidades. Neste plural ambiente a comida é a protagonista, atuando como signo identitário e elemento de vinculação e mediação entre os imigrantes-refugiados, os vários atores sociais envolvidos e a sociedade carioca. É de maneira concomitante um sistema de comunicação e um corpo de imagens, sendo ainda, um protocolo de usos, situações e comportamentos. Este locus carregado de sentidos pode ser entendido como a representação de uma sociedade globalizada e pós-moderna, pois apresenta a multiterritorialidade, onde, num mesmo lugar, é possível encontrar pessoas das mais diferentes origens; a multiculturalidade, uma vez que nos espaços multiculturais encontra-se uma gama de diferentes culturas e opções simbólicas e, por fim, a transculturalidade, fazendo alusão às interações e hibridismos resultantes do cruzamento das diferentes culturas, proporcionando trocas e fusões estilísticas.

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom