Comunicação e culturas urbanas: as músicas, os sons e as imagens re-inventando múltiplas territorialidades na cidade do Rio de Janeiro
Cíntia Sanmartin Fernandes 
  • Territorialidades sônico-musicais: as rodas e as festas nas ruas do Rio de Janeiro
Este trabalho - que faz parte do projeto de pesquisa Comunicação e Culturas urbanas: as músicas, os sons e as imagens re-inventando múltiplas territorialidades na cidade do Rio de Janeiro -  pretende valorizar a vivência corporal que gravita em torno da música nas cidades, especialmente aquelas que colocam em cena a experiência da alteridade, que em geral produzem situações de mobilização social. Nesse sentido, ancora-se ao trabalho realizado as percepções de Nora, que sublinha a capacidade da música em condicionar o corpo, acionando nossas lembranças (faculdades da nossa memória) e afetando ideias, humores e emoções (DE NORA, 2000). Não é apenas a sonoridade dos concertos ao vivo executados, mas as vozes e ruídos que ecoam das ruas, do tráfico e das pessoas, que envolvem e conformam o ambiente desses encontros corporais pesquisados, que se referem aos encontros do Bar do Nanam no Beco das Artes e na Banca do André na Cinelândia. Na obra de Sennett, o corpo se converte em protagonista principal, na chave para entender o sentido da morfologia e da organização urbana (DURÁN, 2008, p.104), ou seja, os sentidos das cidades emergem nas interações sensíveis entre o corpo e a própria cidade.
  • Documentação imagética das interações sensíveis nas ruas galerias e galerias do Rio de Janeiro
 
Este projeto - que faz parte da pesquisa que investiga  as culturas urbanas e a cidadania nas ruas galerias e galerias do Rio de Janeiro -  tem como proposta documentar esses espaços e as interações sensíveis que ocorrem neles por meio da elaboração de um material imagético e sonoro (fotografia, sons e vídeos). Ao longo da  pesquisa foram constatados lugares da cidade em que se reúnem grupos sociais diversos e onde há dinamismo sociocultural relevante para o estudo e documentação. São eles: Pedra do Sal, Praça Tiradentes, Rua do Ouvidor, Rua do Lavradio, Shopping Cidade Copacabana, Galeria Menescal, Galeria River e Arpoador. Contextualizando esse objeto de estudo na sociedade contemporânea, ancoramos nossa compreensão no entrelaçamento de uma perspectiva teórica “Ecosófica” (MAFFESOLI, 2010 e 2014) - a qual sustenta-se na sabedoria sensível e no imaginário cotidiano – somada a uma episteme “corpográfica” provinda dos estudos urbanistas contemporâneos -  a qual considera que não apenas as espacialidades, mas, do mesmo modo, os movimentos e gestos do corpo indicam marcas e vestígios das experiências urbanas (JACQUES, 2012).

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom